Creche

 

“ A autoestima da criança depende da qualidade das relações que existam entre esta e aquelas que desempenham papéis importantes na sua vida.

A criança tem necessidade de se sentir valiosa, digna de amor, e esta necessidade não acaba na infância. Sentir-se ou não amada influenciará definitivamente o seu desenvolvimento. “

In “Será Feliz uma Criança no Infantário”, Coleção Crescer

 

A prestação dos cuidados pessoais (alimentação, higiene e descanso) é encarada como uma ocasião para aproximar a relação com a criança, bem como para promover a aquisição de competências por parte desta.

O período de muda de fralda é utilizado como tempo de estabelecimento de laços afetivos, de aprendizagem e autonomia, falando com a criança e dando-lhe tempo para interagir. As crianças que não usam fralda são incentivadas nos seus esforços, de aquisição de uma maior autonomia ao nível da higiene.

A distribuição das refeições têm em conta o apoio e promoção da autonomia das crianças na alimentação, promovendo a oportunidade de aprendizagens básicas mas, sempre que necessário, auxiliam aquelas que apresentam maiores dificuldades respeitando os ritmos de aprendizagem de cada uma.

A preparação para os momentos de descanso é aproveitada como ocasião para estabelecer uma relação individualizada com a criança e promover a aquisição de competências (ex. onde está a barriga, ajuda-me a tirar os sapatos).De acordo com o nível de autonomia e independência de cada criança, cada uma ajuda a despir-se e a descalçar-se, estes momentos são aproveitados por nós para promover novas aprendizagens (ex. identificando partes do corpo e roupa utilizada).